Reputação: por que se preocupar?
Gestão de Imagem e Reputação | Camila Esposte

No entanto, é importante ressaltar que este é um recurso intangível de valor extraordinário. É o seu valor ou de sua empresa pelos olhos do seu stakeholder. Por exemplo, uma empresa que tenha boa reputação pode ser um parceiro almejado, um bom lugar para se trabalhar, ou oferecer serviços confiáveis. Já uma empresa com má reputação, pode ser culpada até por erros que não cometeu.

Mas qual é a diferença entre imagem e reputação? 

A imagem é o que a empresa parece ser. A reputação é uma percepção mais profunda, um juízo de valor que se efetua sobre a imagem: a pessoa compara sua percepção com o que considera ou julga ser o ideal. Quanto mais próxima do ideal for a imagem da empresa ou pessoa, maior a sua reputação.

Mas não se engane! Qualquer tentativa de disfarçar iniciativas reais com os recursos da comunicação será descoberta, mais cedo ou mais tarde. O jornalista Mário Rosa, especialista em gerenciamento de crises de imagem, defende que recursos como, celulares com câmeras, e o fácil acesso a tecnologias e às redes sociais, torna a todos cada vez mais vulneráveis, pois hoje em dia é muito mais fácil expor deslizes e desconstruir farsas.

Portanto, não basta parecer, é preciso ser.

E ser simplesmente ético não é suficiente. É importante ter muito cuidado com discursos e ações. Ninguém está livre de passar por uma saia justa por causa de palavras ditas por impulso ou gestos impensados.